Ciência Desenvolvimento Tecnologia

A novidade da computação cognitiva

O que a computação cognitiva tem a nos oferecer e como ela muda o cenário computacional humano? Essa pergunta que inquieta a comunidade científica no ramo de tecnologia. Pesquisadores de ciência voltada a campos tecnológicos estão sempre sofrendo grandes pressões para “forçar a barra” de novos conhecimentos e campos cada vez mais rápidos e dinâmicos.

A tecnologia de computação cognitiva tem como uma das promessas, integrar e analisar grandes massas de dados à medida que novos volumes de dados são integrados a determinada massa de dados. Uma solução cognitiva bem trabalhada consegue por exemplo compreender diferentes tipos de dados repassados seja um Banco de dados (BD) estruturado ou um texto de publicação científica. Ela é treinada normalmente para entender o conteúdo que ela está recebendo utilizando de técnicas de machine learning para assimilar o raciocínio matemático e avançar uma pesquisa por exemplo.

Tecnologias como o IBM Watson, que utiliza computação cognitiva, pode ser configurada para diversas finalidades como por exemplo aprender literatura médica e retornar ao médico utilizador do sistema todas as possíveis doenças para os sintomas apresentados pelo paciente. Hoje em dia Inteligências Artificiais (IA’s) modernas têm-se conhecimento de otimização em diversas rotinas de trabalho humano, conforme artigo da Computer World no início deste ano. Percebe-se que alguns usos destas IA’s otimizaram em cerca de 10% o perfil de atendimento ao cliente nos contact centers como exemplo de ponto de contato de interação com o ser humano. Aquele “robozinho” da operadora de TV por assinatura que você liga e ele te dá respostas genéricas é um excelente exemplo da integração desta tecnologia a vida humana pois ele é capaz de aprender e modificar o atendimento dele após cada chamada para ele.

Um caso conhecido do uso deste tipo de tecnologia ainda que em seu começo e num formato diferente, foi quando em 1997 o computador da IBM conhecido na época como “Deep Blue” derrotou o maior campeão enxadrista da época Garry Kasparov numa série de 6 partidas de Xadrez onde o placar terminou em duas vitórias para o Deep Blue, três empates e apenas uma vitória para o Kasparov. (Para quem tiver interesse o Documentário “The Man Vs The Machine” nos conta com detalhes a história da configuração desta primeira máquina até a vitória dela sobre o conhecido enxadrista. Celebrando os 20 anos da vitória do supercomputador sobre o enxadrista, vale dar uma assistida no documentário.

Withiney Melo

Analista de Segurança da Informação. Graduado em Desenvolvimento de Jogos Digitais e especializado em network security para redes de alta performance/disponibilidade. Nerd, geek, campuseiro, minerador de cripto moedas e viciado em games PC/consoles sem distinção desde que o jogo seja bom e tenha uma boa história a ser contada. Amante da cultura japonesa e nas horas livres sempre tenho um tempinho para o Overwatch.

http://facebook.com/withiney.melo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *