Ciência Tecnologia

O futuro dos chips neuromórficos de inteligência computacional

Até onde vai a evolução humana? Em termos tecnológicos pode-se dizer que a humanidade sofreu um “boom” de tecnologia em um curto espaço de tempo. Recentemente, várias novidades tecnológicas vêm uma após outra, e sempre uma revolucionando a anterior. Uma dessas novas tecnologias que mudam o cenário tecnológico chama atenção pelo fato do que ela proporciona: As Tecnologias Neuromórficas. Essa tecnologia basicamente dá poder de pensamento inteligente / lógico ao processamento computacional e ao chamado Machine Learning.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade do Tennessee (conforme artigo da computerworld EUA 2016/2017) está tentando, com essa tecnologia, aplicar no desenvolvimento de chips neuromórficos a estrutura de neurônios cerebrais no desenvolvimento de microchips. Esses novos chips ampliam consideravelmente o escopo de arquitetura computacional em que os chips de processamento neuromórficos podem ser utilizados na tida como “era super computacional pós-Moore”.

A título de curiosidade, ou não, o Cérebro humano possui cerca de 100 bilhões de neurônios processando e transmitindo simultaneamente informações e conseguem calcular trilhões de conexões sinápticas simultâneas. A equipe de pesquisa no Tennessee tenta replicar a malha de neurônios e sinapses cerebrais aplicando rede neural necessária para estabelecer as comunicações.

Além da Universidade do Tennessee, instituições renomadas que também estão envolvidas em pesquisas de computação neuromórfica são as Universidades de Manchester (Reino Unido), Heidelberg (Alemanha), Stanford (EUA) e Zhejiang (China).

Withiney Melo

Analista de Segurança da Informação. Graduado em Desenvolvimento de Jogos Digitais e especializado em network security para redes de alta performance/disponibilidade. Nerd, geek, campuseiro, minerador de cripto moedas e viciado em games PC/consoles sem distinção desde que o jogo seja bom e tenha uma boa história a ser contada. Amante da cultura japonesa e nas horas livres sempre tenho um tempinho para o Overwatch.

http://facebook.com/withiney.melo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *